Buscar
  • Tailane Sifuentes

Ansiedade por Agradar

Se você é ansioso, precisa conhecer isso.


Ansiedade é um tema amplo. Apesar de recorrente, de vermos cada vez mais esse assunto sendo falado, costumamos ouvir falar apenas de sintomas e de tratamento.


Dificilmente eu vejo esse assunto sendo vinculado a algo que é o que mais nos afeta: as relações.




Ansiedade por agradar é aquela sensação que acompanha o medo da reprovação. O medo de sofrer rejeição, de ser excluído e mal visto por alguém.


Geralmente quem sofre com isso sente:


- Dificuldade em colocar limites e dizer não;

- Dificuldade em se posicionar e dizer opiniões que são contrárias à maioria;

- Responsabilidade por deixar o ambiente em que estão agradável;

- Dificuldade em relaxar e confiar;

- Medo do que os outros vão pensar;

- Tensão constante quando estão em ambientes sociais, entre outros...



Dito isso, fica fácil compreender como os sintomas da ansiedade acompanham essas pessoas (tensão muscular, pensamento acelerado, respiração rápida e curta, sudorese, etc).


Vivendo muito tempo dessa forma, essas pessoas acumulam uma grande sobrecarga de estresse, o que pode levar ao esgotamento e às síndromes e transtornos conhecidos no mundo da saúde mental como a Síndrome do Pânico, o Transtorno de Ansiedade Generalizada, o Burnout, a Depressão. Mas, é claro que não é preciso deixar chegar nesse extremo para compreender a necessidade de mudar esse padrão e também, para colher os benefícios da mudança.



Para isso é necessário compreender quem se é, sua história de vida e como você se relaciona com você mesmo e com o mundo agora. Isso tudo vai te dar informação sobre o que você precisa aprender e mudar para se relacionar com as pessoas de uma forma mais segura e tranquila.



Deixar esse padrão de preocupação para trás, vai te ajudar a ter uma saúde melhor, um processo cognitivo mais ágil e uma segurança de si mesmo que vai reverberar em todas as áreas. Se você sente que é algo que precisa transformar, leve em conta que a psicoterapia pode te ajudar.



Se quiser saber mais sobre o tema, fiz um vídeo sobre esse assunto. Também leia o texto sobre Codependência Afetiva aqui do site, pois frequentemente esses dois assuntos andam junto.








6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo